sábado, 26 de dezembro de 2009

Receita de Ano Novo!

 Por Carlos Drummond de Andrade

" Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor do arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido
(mal vivido talvez ou sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser;
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo, espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?) 


Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar arrependido
pelas besteiras consumidas,
nem parvamente acreditar
que por decreto de esperança
a partir de Janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa, 
justiça entre os homens e as nações, 
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.


Para ganhar um Ano Novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre."

sexta-feira, 25 de dezembro de 2009

Sobre os Sentimentos

É confortante demais poder sentir o que estou sentindo às vésperas de um ano que se dissipa....
O balanço final das minhas alegrias, loucuras, paixões, tristezas posso afirmar com certeza que foi positivo.
Nesses últimos dias que antecederam o Natal venho refletindo sobre quantas coisas experienciei, quantas valeram à pena. O importante é que mais fiz do que deixei de fazer. E tudo valeu a pena! Bom, já dizia Fernando Pessoa: "Tudo vale a pena quando a alma não é pequena".
Sempre procurei sair do lugar de onde todos me diziam para não sair. Sai sim! Só assim pude perceber o quanto era necessário alterar a posição do caminho para não colidir...
Amei demais, sorri demais, chorei demais, sofri demais, me afastei demais também. "Demais" este que só contribuiu para que eu tivesse um ano diferente...
É até engraçado. Eu vindo falar de um ano diferente, experiências mais intensas, mas lá vem o tema amor novamente neste último post (espero eu, porque disse que o Feliz Ano Novo seria o último!), mas tenham certeza: veio de uma forma diferente também.
Falei eu te amo para os meus amigos algumas vezes, muitas para o meu filho, talvez devesse ter falado mais para os meus pais, devia ter falado para o meu amor. Mas que amor? Claro, já devia ter falado sobre o tipo de amor que acho o mais belo de todos! É o de querer bem, é aquele que você pode não ter a pessoa ao teu lado, mas é aquele que permitiu que um dia você vivesse coisas lindas quando estiveram juntos, mas que hoje, o destino fez com que cada um seguisse o seu caminho. Este é o amor que vai estar sempre vivo nas lembranças e no coração. É o chamado Amor Eterno...
Quero terminar este post citando um trecho do livro Nas Tuas Mãos, de Inês Pedrosa. Pensem nisso!

“A separação pode ser o ato de absoluta e radical união, a ligação para a eternidade de dois seres que um dia se amaram demasiado para poderem amar-se de outra maneira, pequena e mansa, quase que vegetal".

Um Feliz Ano Novo com muito amor no coração!

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Inspiração!

Muitas coisas me inspiraram neste final de ano e tem permitido com que eu siga o meu caminho mais tranquila e serena, algo nada parecido com muitos finais de ano anteriores.
Esta sensação me deixa feliz e me tem feito refletir sobre o verdadeiro significado deste periodo para mim, ao contrario de épocas passadas, que eu preferia esquecer....
Tenho acordado cedo e apreciado o céu azul, tenho caminhado e feito meus exercícios como de costume. Tenho olhado para algumas coisas que tenho e que quase havia esquecido... Tenho dado mais valor as pequenas coisas que sempre estiveram ao meu lado e eu hesitava em querer ver. Meus amigos tem me inspirado e tem estado por perto. Tenho deixado de fazer as mesmas coisas sempre, mas quando as faço, parece que é tudo diferente mesmo sendo coisas iguais.
Deixo aqui muita inspiração e que esta semana e este dia de sol possam trazer muita energia e coisas boas para todos!

domingo, 20 de dezembro de 2009

Feliz Ano Novo!

Creio que hoje será minha ultima postagem no blog no ano de 2009...
Serei muito breve e utilizarei palavras simples apenas para agradecer!
Quero agradecer Àquele que de alguma forma creio e que fez com que coisas maravilhosas acontecessem.
Quero agradecer aos amigos: a todos que tenho ao meu lado há varios anos e aqueles que este ano trouxe para perto de mim.
Aos momentos insanos e prudentes que tentei equilibrar ao longo do ano.
A força, a tristeza, ao desespero, ao equilibrio, ao amor, a indiferença, a esperança....
A tudo que aconteceu, não importa se bom ou ruim, quero apenas enfatizar os acontecimentos... Todos eles de certa forma contribuiram para que de alguma forma para que eu refletisse e me transformasse numa pessoa melhor....
Quero deixar um forte abraço a todos os meus amigos, que guardo do lado esquerdo do peito e a todos que de alguma forma fizeram parte da minha vida neste ano que se vai!
E que este ano termine com muita harmonia e alegria, para que com mais energia, possa se prolongar por todo o ano que está por vir!

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Coisas Minhas...

Mais uma vez ela sentiu aquele vazio...
Parece uma ferida que não cicatriza nunca!
Esta noite, ela vagou por ai...
Nem a noite quente a estimulou viver suas loucuras. Reservou-se de tudo que lhe era habitual.
Embora o tempo não tenha parado, ela parou... As lembranças a paralisaram por alguns instantes...
Quando ela se deu conta, muitos minutos já tinham se passado. Tudo continuava igual, e ela permanecia ali...
De repente seus olhos ofuscaram e assim partiu para outro caminho.
Seguiu à escuridão que lhe esperava....

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Sobre o final de ano...

Enfim, mais um ano está quase chegando ao fim e conseqüentemente, se aproximam as datas festivas tão esperadas por uns, nem tanto para outros...
No meio profissional em que atuo, tenho escutado a todo momento as pessoas comentando sobre o Natal e o Ano Novo. E pior, tenho notado certa angústia nas falas: "fui ao shopping e nem dá para acreditar que já é quase Natal!", " Meu Deus, o ano está terminando e não consegui fazer metade do que planejei!", "não vejo a hora deste ano terminar logo...". E assim, inicia-se um processo de auto reflexão, lamúrias, desejos, mudanças... Talvez para alguns, seja o único período do ano que o "eu" é colocado em evidência.
Tais passagens dividem a opinião de muitos nos quesitos alegria e tristeza, presente e futuro.. Uns gostam, outros não. Uns entram em depressão, outros vibram, uns fazem o balanço do ano para identificarem aonde melhorar, outros apenas desejam virar a página, cada um tentando buscar o seu caminho e tentando transformar o Ano Novo em 365 dias melhores que o presente....
Mas será que quem vive tentando ser uma pessoa melhor no futuro tem vivido o seu presente na intensidade, fazendo o seu melhor?
Cada um tem a sua resposta...
Reflexões, reflexões, reflexões...